Home Notícias Honda Open – Aberto Bandeirantes: Kenji assume liderança e abre duas de vantagem
0

Honda Open – Aberto Bandeirantes: Kenji assume liderança e abre duas de vantagem

0
0
Fonte: F2 Comunicação- Assessoria de Imprensa

Andrey é um dos vices no Lago Azul, empatado com os profissionais Nagayama e Barcellos

Fotos em anexo: por Ricardo Fonseca/F2 Comunicação

O amador Daniel Kenji Ishii, do Itanhangá, fez um eagle e cinco birdies para jogar quatro abaixo, melhor volta do torneio até agora, e assumir a liderança isolada do Honda Open – Campeonato Bandeirantes de Golfe, torneio válido para o ranking mundial amador de golfe (WAGR), que teve a sua segunda rodada disputada neste sábado, 14 de março, no Lago Azul Golf Club, em Araçoiaba da Serra, na Região Metropolitana de Sorocaba (SP). O torneio abre o Circuito Honda de Golfe que terá oito torneios na temporada 2020, quatro deles válidos para o WAGR.

Kenji jogou quatro acima nos primeiros seis buracos e par no restante do campo para somar 140 (72-68) tacadas, quatro abaixo do par e abrir duas de vantagem sobre três jogadores: o também amador Andrey Xavier, do Belém Novo, líder da véspera, que precisou fazer birdie no 9, seu último buraco do dia, para somar 142 (69-73), e os profissionais Pedro Nagayama, do São Fernando, e Rafa Barcellos, do São Paulo. Naga fez três birdies em pares 5 para jogar uma abaixo pelo segundo dia seguido (71-71). Rafa fez seis birdies, mas também errou muitos putts, para terminar com os mesmos parciais (71-71). 

O amador Gui Grinberg, do São Paulo, que jogou boa parte da carreira no Lago Azul, vem em quinto, com 145 (73-72), empatado com dois profissionais: Gustavo Teodoro, do Ipê (75-70), e Adriel Marques, do Lago Azul. O amador Matheus Park, do Paradise, ficou em oitavo, com 147 (73-74), seguido pelo profissional Herik Machado, com 148 (72-76). Herik fez um duplo bogey no buraco final (9), depois que a bola batida do tee foi encontrada dentro do carrinho de recolher bolas no driving range, paralelo ao buraco, e considerada fora de campo. Profissionais e amadores competem pelo título geral do torneio, mas haverá premiação em separado para os amadores scratch e para o torneio profissional, com patrocínio da CW Invest, com R$ 20 mil em prêmios.  

Na classificação por handicaps índex até 8,5, Rogerio Cardoso, do Damh, lidera com 141 (73-68) tacadas, seguido por Kenji, com 143 (73-69), Andrey, com 148 (72-76) e por dois jogadores com 149: Matheus Oliveira, do Damha (71-78) e Clemente Silva, do Chile (76-73). Na 8,6 a 14, Ademir Mazon, presidente da FPG, do Sapezal, saiu na frente com 66 (-6), seguido por Carlos Eduardo Nunes, do Paradise, com 70, e por três jogadores com 71: Romeu Massonetto, do Lago Azul; Luiz Recchia, do Sapezal; e Arnaldo Pfaff, do Paradise.

Na 14,1 a 19,4, Cassio Filizola, do Clube de Campo, jogou 62, 10 abaixo, e terá um reajuste automático no handicap para a rodada final. Leonardo Takeshi, do Clube de Campo, vem em segundo, com 68, seguido por dois jogadores com 70: Tancredo Cecato, do Sapezal; e Mauricio Cotrim, do Riacho Grande. E na 19.5 a 25,7, Norival Kakuda, do Itapeva, lidera com 69, seguido por Alberto Kiyose, do Clube de Campo, com 71; e por Geraldo Dontal, do Sapezal, com 72.

Fotos em anexo: por Ricardo Fonseca/F2 Comunicação

Feminino – Na competição feminina, a uruguaia Jimena Marquez Vazquez assumiu a liderança com 147 (76-71) tacadas, seguida por Meilin Hoshino, do São Paulo GC, líder da véspera, com 148 (73-75). Beatriz Junqueira, do Itanhangá, caiu para terceiro, com 153 (75-78), seguida por Manu Barcellos, do Quinta da Baroneza, com 155 (83-72), e por duas argentinas: Faustina Pergolini, quinta com 156 (74-82) e Antonella Periotti Omisolo, que soma 157 (74-82) e vem empatada em sexto com Isu Choi, do Terras de São José, com 157 (81-76).
Na categoria com índex até 16, Marina Nonaka, do Arujá, lidera com 141 (73-68), apenas uma tacada à frente de duas jogadoras: Zenilda Alves de Souza, do Alphaville (75-67) e Meilin (70-72). E na 16,1 a 25,7, no sistema stableford, Larissa Altmann, do Sapezal, e Catherine Maurice Duvignau, do São Fernando, dividem a ponta com 79 pontos cada. Na competição internacional de duplas mistas, o Brasil, com Kenji e Beatriz, lidera com 146 tacadas.