Home Notícias Chileno Joaquín Niemann disponta como promissora promessa
0

Chileno Joaquín Niemann disponta como promissora promessa

0
0

joaquin-niemann-photo_rolex-chris-turvey-2O PGA Tour,  mais importante circuito profissional de golfe do mundo, teve 21 estreantes em 2018, entre eles o chileno Joaquín Niemann. O jovem, que completou 20 anos em 7 de novembro, foi o melhor amador do mundo por um ano e liderou o ranking do World Amateur Golf por 44 semanas, de maio de 2017 a abril de 2018, quando se tornou profissional.

Com os bons resultados, Niemann ganhou a Medalha Mark H. McCormack 2017 por ter sido o jogador mais bem classificado no Ranking Mundial de Golf Amador na conclusão da temporada, conquistando uma vaga no 2018 US Open e Open Championship 2018.

No Valero Texas Open, em abril passado, o jovem chileno terminou em sexto lugar em seu primeiro torneio como golfista profissional. Ganhou o status de membro temporário especial no PGA Tour pelo resto de 2018 com outro sexto lugar no Memorial Tournament, em junho, seu terceiro top ten em apenas cinco participações na temporada. Mostrando um golfe de primeira qualidade, ele ganhou um cartão PGA Tour para a temporada 2018-19, depois de um quarto top 10, com o quinto lugar no The Greenbrier, em julho, com oito torneios disputados.

Niemann juntou-se a Jordan Spieth (2013) e Jon Rahm (2016) como golfistas que conseguiram contornar completamente as finais do Tour pela Web.com e ganhar os cartões do PGA Tour depois de iniciar a temporada sem qualquer status.

Jogando como amador, Niemann foi campeão em seis torneios profissionais: Aberto Las Brisas de Santo Domingo, em 2016; Aberto de Granadilla, Aberto Los Lirios, Aberto Las Brisas de Chicureo, Aberto Club de Polo, todos em 2017; e Aberto laDehesa, em 2018.

Coroando oano de sucesso, Niemann foi escolhido pela Rolex como o seu mais novo embaixador no golfe, o que o inclui na lista de Embaixadores da marca suíça onde figuram os maiores talentos da chamada Nova Geração Rolex, dentre os quais Rickie Fowler, Brooke Henderson, LydiaKo, Hideki Matsuyama, Jon Rahm, Jordan Spieth, Justin Thomas e Lexi Thompson.

Alguns dos Embaixadores são jovens promessas e outros já se consagraram no mundo do golfe. Eles se juntam numa galeria com modernas lendas do golfe, como Phil Mickelson, Annika Sörenstam e Tiger Woods. As parcerias da Rolex com o golfe remontam a uma longa tradição nascida com três grandiosos representantes: Arnold Palmer, Jack Nicklaus e Gary Player, que formam o trio conhecido pelo nome de “The Big Three”.

A meta do novo talento chileno para 2019 é ganhar seu primeiro torneio no PGA Tour. Ele diz que está trabalhando duro para conseguir os bons resultados. “Minha transição foi muito tranquila, em relação à mudança de amador para profissional, porque tive minha equipe e minha família a meulado no Tour. Eu me senti muito confiante depois de terminar com um top ten no meu primeiro torneio no PGA Tour. A principal diferença é estar jogando com os melhores jogadores do mundo toda semana e todos eles são jogadores incríveis”. comenta.”Vou continuar treinando muito no campo e na academia. Eu me considero um jogador que bate bem na bola. Tenho que trabalhar em todos os aspectos do meu jogo. É um processo contínuo. Sempre há pequenos ajustes a serem feitos para se tornar um jogador melhor”, acrescenta.

Perguntado sobre os melhores momentos nessa sua primeira temporada, Niemann respondeu, durante entrevista coletiva no Chile: “Há dois torneios que são meus favoritos: o The Greenbrier, onde ganhei meu cartão e joguei meu primeiro PGA Tour, e o Memorial, onde eu compartilhei uma clínica com Jack Nicklaus e, pela primeira vez, liderei um torneio, sentindo a pressão de estar ganhando em um PGA. Sempre me lembrarei desses dois campeonatos.” Outra meta do jovem campeão é estar em Tokio 2020. “Quero entrar nos Jogos Olímpicos e tratar de ganhar uma medalha”, diz.

Sobre a parceria com a Rolex, Niemann declarou que a empresa tem estado ao seu lado a cada passo desua promissora carreira profissional: “Tenho muito orgulho de fazer parte de um clube tão exclusivo, mas ainda não estou nem perto do nível dos outros. Todos nós compartilhamos a paixão e a ambição de ganhar os torneios. Devo continuar trabalhando cada vez mais para seguir os passos desse grupo de jogadores extraordinários. Sou muito grato pela oportunidade de me juntar à família Rolex e é uma responsabilidade incrível continuar o legado da Rolex no mundo do golfe”, finaliza.