Home Sem categoria Roma aposta em sua “beleza incomparável” para sediar os Jogos 2024
0

Roma aposta em sua “beleza incomparável” para sediar os Jogos 2024

0
0

Conheça o Marco Simone Golf & Country Club, campo que, além da Ryder Cup em 2022, poderá receber os melhores golfistas do mundo em 2024, caso a cidade seja escolhida para sediar os Jogos Olímpicos

por Clarisse Sousa

Marco Simone
Marco Simone Golf & Country Club: Club House é um verdadeiro monumento, com 7.000 metros quadrados

Itália está entre os cinco países no mundo que mais recebem turistas. Só em 2015 foram mais de 50 milhões, segundo a Organização Mundial de Turismo. O país é recheado de cenários históricos e culturais que preservam monumentos milenares de ponta a ponta de seu território. Como se não bastasse, é banhado por mares e montanhas que compõem paisagens deslumbrantes em roteiros inesquecíveis.   

E, quando se fala em Itália, é inegável a importância da capital, Roma. Situada na região do Lazio, no centro do país, a cidade tem características tão fascinantes que se tornam quase inexplicáveis. Basta lembrar-se de que dentro dela há um país, o Vaticano – o menor do mundo. Essa atração, aliás, recebe parte significativa dos turistas que vão à Itália.

Todo esse fascínio atraiu um dos maiores campeonatos do golfe mundial, a Ryder Cup 2022. Numa disputa acirrada, o país desbancou Áustria,  Alemanha e Espanha. O evento, inédito na Itália, já tem palco definido e será acolhido no Championship Course do Marco Simone Golf & Country Club. A 17 km de Roma, o campo também foi escolhido pelo Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) para receber o golfe durante os Jogos Olímpicos em 2024, caso Roma vença mais uma disputa, dessa vez concorrendo com Paris (França), Budapeste (Hungria) e Los Angeles (Estados Unidos). O resultado será anunciado em setembro de 2017.

É justamente o encantamento provocado pela capital italiana o mote da campanha de sua candidatura para sediar os Jogos em 2024. Para levar a melhor, o comitê aposta na “beleza incomparável” de Roma e, especialmente, na hospitalidade típica dos italianos. No planejamento apresentado pelo comitê, a previsão de gastos é de 5,3 bilhões de euros. No projeto também estão previstas muitas das instalações utilizadas nos Jogos de 1962.

“Nenhuma outra cidade no mundo pode oferecer uma herança artística, histórica e cultural que se estende por um amplo período de tempo, o que permitirá que as competições olímpicas sejam realizadas nos lugares mais espetaculares e simbólicos da Cidade Eterna”, disse na ocasião da candidatura o presidente do Coni, Giovanni Malago. Entre os lugares icônicos para receber os Jogos estariam o Coliseu e o Vaticano.

Cenário do golfe

O Marco Simone Golf & Country Club, além da Ryder Cup em 2022, como mencionado anteriormente, também foi escolhido para receber os melhores golfistas do mundo em 2024. Isso ocorreu não apenas porque ele está entre os melhores da cidade, mas porque possui as características estruturais mais adequadas ao tipo de torneio. Sem contar o fato de que as reestruturações a serem realizadas para receber um campeonato do porte da Ryder Cup o tornam ainda mais apropriado.

Fundado em 1991, o campo foi desenhado pelos arquitetos Jim Fazio e David Mezzacane, tem 18 buracos, par 72, 6.936 jardas e um percurso cheio de ondulações e obstáculos naturais e artificiais. O buraco 5 é o mais bonito. Um par 3 de 171 jardas, o buraco tem um green contornado por um lago à direita e um pequeno curso d’água à esquerda, além de três bunkers.

No clube, o castelo que abriga o Club House é um verdadeiro monumento, com 7.000 metros quadrados. Chamado de Castello Marco Simone, o prédio é uma construção do século III e sua torre data do ano 1000 (aproximadamente). Em sua história consta que, de 1547 até o final dos anos 1970, o Castello passou por reformas até converter-se em ruínas. Foi nesse estágio que Laura Biagiotti e seu marido, Gianni Cigna, se apaixonaram pela construção e começaram a sua reestruturação, sempre mantendo as características originais, transformando-o no que hoje é considerado símbolo do resort.

A beleza de Roma

A região do Lazio é formada por cidades milenares, rodeadas por montanhas e mares que proporcionam variadas experiências. Roma oferece muito mais do que história, arte e cultura. Afinal, quem resiste ao deleite de degustar todas as etapas da típica refeição italiana? Para acompanhar um bom vinho, vale a pena apreciar o antipasto, o primo piatto, o secondo piatto, a sobremesa, o café e – por que não? – uma grappa.

Além da gastronomia de dar água na boca, a Cidade Eterna guarda tesouros inestimáveis em dezenas de museus, galerias, praças, igrejas e centros culturais. No roteiro pela cidade é imprescindível visitar algumas das atrações que são marcos de Roma, como Fontana di Trevi, Capela Sistina, Coliseu, Panteão, Piazza Venezia, Piazza del Campidoglio, Campo de’ Fiori, Galleria Borghese e Piazza di Spagna, entre muitos outros locais.

A Basílica de São Pedro, na Piazza San Pietro, no Vaticano, é outra atração símbolo de Roma. E não é para menos. A suntuosa construção do século XVI é sede do papado e a mais importante para o catolicismo. Para ficar frente a frente ao Santo Padre basta acompanhar a bênção dominical, chamada Angelus, na piazza. Além disso, o prédio abriga algumas das obras de arte italianas mais importantes, que também podem ser conferidas nos Museus do Vaticano. 

Este slideshow necessita de JavaScript.