Home Notícias Brasil ganha dois ouros e um bronze nas disputas por equipe e no individual masculino dos Jogos Militares
0

Brasil ganha dois ouros e um bronze nas disputas por equipe e no individual masculino dos Jogos Militares

0
0

O golfe brasileiro fez a melhor campanha de sua história nos Jogos Mundiais Militares – Wuhan 2019, que teve sua 7ª edição disputada na China, conquistando as quatro medalhas de ouro em jogo e mais uma de bronze no masculino, um total de cinco medalhas ganhas em oito possíveis. Depois de ser campeão por equipes e individual, com Miriam Nagl, no feminino, no dia anterior, os brasileiros ganharam o ouro com a equipe masculina, além de Rodrigo Lee ser campeão individual e Rafa Becker o terceiro colocado, na rodada final das competições de golfe, nesta quarta-feira, 23 de outubro. O time capitaneado pelo coronel aviador Mário Moreira.

Na competição masculina por equipes, onde valiam quatro resultados de seis jogadores a cada dia, o Brasil competiu com os profissionais Andre Tourinho, Gustavo Teodoro, Philippe Gasnier, Rafa Becker e Rodrigo Lee, além do amador Daniel Kenji Ishii. Todos eles foram incorporados como Terceiros-Sargentos de Marinha do Brasil, recebendo soldo. O Brasil foi campeão com 1111 tacadas, contra 1163 da França, que levou a medalha de prata, e 1195 dos Estados Unidos, que ficou com o bronze. Participaram 12 países.

Individual
Na competição individual o domínio do Brasil foi quase absoluto, com a equipe da Marinha do Brasil colocando quatro atletas entre os cinco primeiros colocados e todos os seis entre os 11 primeiros, num evento que reuniu 74 golfistas. As quatro medalhas de ouro e a de bronze do golfe ajudaram o Brasil a se distanciar dos demais países no terceiro lugar do quadro geral de medalhas, que tem a China liderando com 125 (71-34-20), seguida pela Rússia, com 108 (36-38-34) e pelo Brasil, com 53 (14-14-25). Os Jogos Mundiais Militares terminam neste domingo.

Rodrigo, que só assumiu a liderança ao jogar sete abaixo no terceiro dia, igualando a melhor volta do torneio até aquele momento, feita por Becker no dia anterior. Becker liderou no primeiro dia, empatado com Gasnier, e se isolou em primeiro após a segunda rodada. Rodrigo virou o jogo no terceiro dia, para começar a volta final líder, vencendo por quatro, antes de quase ser surpreendido na volta final

Rodrigo, que joga no PGA Tour Latinoamérica, terceira divisão do PGA Tour­­­, foi campeão com 270 (69-67-65-69) tacadas, 18 abaixo do par, contra 217 (70-64-71-66) do francês Maxime Radureau, que joga no Alps Tour e no Pro Golf Tour, ambos da terceira divisão da Europa (classificam para o Challenge Tour, circuito de acesso ao Tour Europeu).

Pressão
Radureau colocou pressão no brasileiro ao fazer três birdies e um eagle-3 nos primeiros nove buracos, mas Rodrigo respondeu com quatro birdies, para ainda ficar três na frente. O francês continuou atacando e tirou mais duas tacadas, a última deles com um birdie no 17, para jogar seis abaixo, o melhor resultado da volta final, mas não bastou para tirar o outro do brasileiro.

Becker, que perdeu a ponta ao fazer sua única volta acima do par no terceiro dia, caminhou tranquilo para o Bronze sem ser ameaçado, terminando com 277 (68-65-73-71), 11 abaixo. Tourinho, fez a melhor volta do torneio na rodada final, para superar Gasnier e terminar em quarto, com 285 (73-71-74-67), três abaixo. Gasnier acabou em quinto, com 287 (68-75-71-73), uma abaixo. Ninguém mais quebrou o par do torneio. Kenji terminou em nono com 296 (79-75-71-69), seguido por Gustavo Teodoro, 11º, com 295 (74-74-73-74).

Equipe
Rodrigo foi o único a pontuar para a equipe brasileira nos quatro dias. Becker e Tourinho pontuaram três vezes cada, Kenji, Gustavo e Gasnier em dois. Rodrigo, como campeão individual, e Mario Moreira, como o capitão da delegação que mais ganhou medalhas no golfe foram convidados a deixar a impressão de suas mãos na Hall da Fama dos Jogos.

A melhor volta de todo o torneio masculino, que era de Becker, igualada por Rodrigo, foi batida na volta final, pelo amador finlandês Matias Honkala, que jogou 64, oito abaixo, para empatar em nono com Kenji. Honkala é um dos melhores amadores do mundo, ocupando o 162º do ranking mundial amador de golfe (WAGR). A melhor volta do torneio feminino foi de Miriam, que jogou 68, quatro abaixo no último dia, o único resultado abaixo de 70 em toda a competição.