Home Notícias L’Occitane au Brésil Amador: Pedro Henrique, revelação do Terravista, vence de ponta a ponta

L’Occitane au Brésil Amador: Pedro Henrique, revelação do Terravista, vence de ponta a ponta

por redação

Fonte: F2 Comunicação- Assessoria de Imprensa

Evento termina neste domingo com jogo por equipes. Quinta começa o L’Occitane en Provence Open

Fotos em anexo: por Ricardo Fonseca/F2 Comunicação

Pedro Henrique Santos, revelação do Terravista, venceu de ponta a ponta a competição individual do 3º L’Occitane au Brésil Amador de Golfe, primeiro dos dois torneios tradicionais de Terravista Golf Course, encerrada neste sábado, 14 de março, em Trancoso, na Bahia. O primeiro evento da semana de golfe termina neste domingo, com uma competição por equipes. E de quinta-feira a sábado da próxima semana, 19 a 21 de março, é a vez do 9º L’Occitane en Provence Golf Open, também com uma competição individual e uma por equipes. O Festival de Música foi cancelado por causa da pandemia de coronavírus (Covid-19).

 Pedro Henrique começou a volta final empatado em primeiro com Paul O’Doherty, do São Paulo GC, que defendia o título ganho em 2019, mas venceu por quatro de vantagem ao repetir o resultado da estreia e somar 154 (77-77) tacadas. Paul não conseguiu manter o ritmo e foi vice-campeão com 158 (77-81). Tibiriçá Messias, de Ponta Grossa ficou em terceiro, com 166 (79-87), seguido por Marcos Semensato, de Bauru, com 169 (87-82). Paulo Armani, da Bahia, ficou a seguir com 170 (86-84).   

 Mais destaques – Armani, porém, vidou o jogo e venceu na classificação por handicaps até 15, com 152 (77-75) tacadas, seguido por Semensato, com 155 (80-75) e por Paul O’Doherty, com 156 (76-80). Na 15,4 a 20,4, jogada no sistema stableford, o local Heirick Duberceau venceu de ponta a ponta com 68 pontos, seguido por Gary Richard Williams, com 61. Cesar Vohringer ficou em terceiro, com 60. E na 20,5 a 33,8, também stableford, Antonio Fattorelli, virou o jogo para ser campeão com 58 pontos, dois à gente de Denizar Santos. Gilberto Carbelon, líder da véspera, ficou em terceiro, com 51.

 No feminino, Luz Maria Serrano Huerta, do México, foi mais uma a vencer de ponta a pontal, com 180 (90-90) tacadas, seguida por Florinda Barreto, baiana hoje radicada no México, com 190 (98-82), e por Beatriz Castillo Lopez, mais uma da delegação de mexicanos, com 199 (104-94). Na categoria única com handicap, no sistema stableford, Florinda virou o jogo e venceu com 64 pontos, contra 63 de Sabine Schwarzer. Beatriz Castillo Lopez veio a seguir, com 58.

 Patrocínio – Os dois torneios têm patrocínio Master do Grupo L’Occitane e apoios da Golf Travel, principal operadora de turismo de golfe do Brasil; do L’Occitane au Brésil, que distribui brindes aos jogadores, e do Spa L’Occitane. Já o L’Occitane en Provence Golf Open, terá ainda patrocínio da Bodega Garzón, vinícola uruguaia patrocinadora de muitos eventos de golfe pelo mundo, entre eles do PGA Tour e dos dois torneios do PGA Tour Latinoamérica jogados anualmente no Brasil.

 O torneio tem a presença dos casais de anfitriões, Reinold e Ariane Geiger e Carlo e Sabine Lovatelli. Reinold Geiger é presidente e CEO da francesa L’Occitane en Provence, uma das mais importantes fabricantes de cosméticos do mundo e proprietária do Terravista. Carlo Lovatelli é o presidente do Terravista, enquanto sua mulher, Sabine, fundadora do Morzateum Brasileiro, é a responsável pelo Festival de Música, que retorna em 2020.

Fonte: F2 Comunicação- Assessoria de Imprensa

0 comentário

Posts relacionados

Deixe um comentário