Home Torneios Um desafio à altura
0

Um desafio à altura

0
0

Disputa da Taça Embrase mostra que o campo do São Fernando Golf Club é um dos mais desafiadores do Brasil

Daniel-Kenji-Ishii-campeao-no-18O 48º Aberto do São Fernando – Taça Embrase, disputado no início de outubro, mostrou que segue na categoria dos grandes torneios amadores brasileiros que conseguem misturar golfe de alto rendimento com diversão de grande qualidade. Mostrou também que o seu campo é um desafio à altura dos melhores golfistas do Brasil.

Nos três dias de competição, quem levou a melhor foi o golfista número 2 do Brasil, Daniel Kenji Ishii, do time de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Golfe. Ele somou 218 tacadas (parciais de 70/75/73). “Esse é um campo muito difícil, técnico e que não permite erros”, diz o carioca, que comemorou seu segundo título em três semanas, depois de ter sido campeão do Aberto do Federação Paranaense e Catarinense, no Alphaville Graciosa Clube.

O vice-campeão foi Roberto Gomez, do Clube de Campo de São Paulo, que já havia sido oito vezes campeão do torneio. Ele somou 222 tacadas (75/74/73). O terceiro colocado foi Alessandro Fabietti, do próprio São Fernando, que jogou 227 (77/75/75). Joaquim Thrane, do Clube de Campo, também somou 227 (74/76/77), mas perdeu o terceiro lugar por conta dos critérios de desempate.

O São Fernando comemorou ainda dois títulos nas categorias com handicap. Na com índex até 8,5, o juvenil Pietro Alvim fez o melhor net da semana e único resultado abaixo do par na soma dos 54 buracos, para vencer, de virada, com 212 (72/70/70) tacadas, uma abaixo. Mario Ghisalberti, do Japi, terminou em segundo, com 216 (73/66/77), seguido por Renato Maia Neto, do Caxangá, de Recife, com 218 (74/71/73).

Na categoria de 8,6 a 14, o campeão foi Paulo Praeiros da Silva, o Paulo Russo, do Paradise, com 214 tacadas. Luiz Fortino, do São Fernando, foi vice-campeão com 215. Dunn Kendall, de Bastos, ficou em terceiro, com 217. Shigeru Nishikawa, de 81 anos, venceu entre os competidores de índex de 14,1 a 22,8 com 214  tacadas. Flávio Costa, do Japi, com 218, e Romiyoshi Sasaki, do Terras de São José, com 221, completaram o pódio.

Jaime Gonzalez, head-pro do clube, comandou a premiação e lembrou que o São Fernando provou mais uma vez ser à prova de “pistoleiros”, já que seu aluno Pietro foi o único a terminar abaixo do par, ainda assim por apenas uma tacada. Compuseram a mesa de premiação Paulo Castelo Branco, presidente do São Fernando; Fábio Fabietti, capitão do clube; Beth Buny, a diretora social; Douglas Delamar, da Embrase, a patrocinadora máster do torneio pelo sexto ano consecutivo; e Antônio Carlos Padula, presidente da Federação Paulista de Golfe.

O evento foi muito elogiado por todos, tanto pelo campo e organização exemplar, como pela nova fórmula, de reunir todas as categorias em três dias. Isso permitiu concentrar o jogo, as festas e a programação social que foi um dos diferenciais do evento, favorecendo a confraternização.  O torneio terminou com dezenas de sorteios de brindes. A festa foi animada pelo saxofonista Santiago Morelato. Nos dias anteriores, houve happy hours e shows de Fábio Goya e da Banda Mama Jan.

O 48º Aberto do São Fernando Golf Club – Taça Embrase, teve patrocínio máster da Embrase Segurança e Serviços e apoios de Amo Noronha, Andiamo, Banco Alfa, Beatriz Carvalho, BEM Emergências Médicas, Cachaça Dom Tápparo, Casa Flora, Charuto Andrea Mohad, Clube dos 500, Club A, Copag, Cuor di Crema, Doctor Feet, Dove Men Care, Empório Beraldin, Empório Pata Negra, Evian, Greenext, Grupo Vita, Hospital Samaritano, Mac Móveis, Marriott Vacation Club, Montecatti, Nagayama, Nespresso, Quitanda Gomes, Robles Prata de Lei, Samsung, Slow Cow, SPEC e Viva  Amazon.