Home Notícias Eduardo Matarazzo e Maria Aparecida da Silveira vencem o Aberto do Guarujá

Eduardo Matarazzo e Maria Aparecida da Silveira vencem o Aberto do Guarujá

por redação

Eduardo Matarazzo, do Sapezal, durante disputa da última volta do 38º Aberto do Guarujá Golf Club // Foto: Thais Pastor/F2

Eduardo Matarazzo, do Sapezal, e Maria Aparecida da Silveira, de Bauru, venceram o 38º Torneio Aberto do Guarujá Golf Club, disputado durante o feriadão de Corpus Christie, no litoral paulista. O evento, que teve dois coquetéis, terminou com uma grande festa, com música ao vivo, churrasco e open bar, além do sorteio de brindes oferecidos pelos patrocinadores.

Um dos pontos altos do evento foi o leilão de encerramento, que arrecadou mais de R$ 12 mil para as famílias dos funcionários dos clubes de golfe vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, uma iniciativa de Luiz França, presidente do clube, e sua diretoria, que foram os primeiros a propor ações beneficentes desse tipo, ideia encampada pela Confederação Brasileira de Golfe e por federações e clubes de todo o país.

Foram leiloados valiosos brindes, como três sofisticados tratamentos faciais, dois passeios turísticos de helicóptero visitando os pontos turísticos de São Paulo, e um final de semana, com spa no Hotel Jequitimar, vizinho do campo de golfe, na praia de Pernambuco. O dinheiro arrecado será enviado para a Federação de Golfe do Rio Grande do Sul, para ajudar no atendimento às famílias dos funcionários dos clubes gaúchos que perderam tudo nas enchentes.

Vitória

O juvenil Eduardo Matarazzo, que jogou disparado com o melhor handicap índex do torneio (-5,4), teve como principal desafio quebrar o par do campo, curto, mas seletivo, e com greens muito difíceis, o que ele conseguiu na volta final, para vencer com 142 (73-69) tacadas, o par do campo. Na classificação por handicaps índex até 8,5, o campeão foi Eduardo Cama, do São Fernando, com 150 (70-80) tacadas, com Renato de Arruda Filho, do Guarujá, vice com 162 (78-84).

As demais categorias premiaram o campeão gross e os dois melhores net. Na 8,6 a 14 o campeão gross foi Rafael Powalowski, da Associação Esportiva São José, com 166 (82-84) tacadas. Os melhores net foram de Virgílio Carolino, do Guarujá, campeão com 144 (74-70), e de Frank Wisbrun, so São Paulo, vice com 146 (71-75). Na 14,1 a 19,4 o campeão gross foi Francisco Silveira, do Damha, com 178 (86-92). No net, só deu Guarujá: Marcelo Dias venceu com 141 (71-7) e Alexandre dos Santos foi o vice com 147 (74-73).

Mais premiados

Na 19,5 a 25,7, Marcos Quadrado, do Sapezal, foi campeão gross com 192 (95-97). No net, venceu Carlos Ramos, do Lago Azul, com 146 (75-71), seguido por Rogerio Xavier, do Guarujá, que também somou 146 (67-79), mas ficou em segundo nos critérios de desempate.

Houve ainda uma categoria para handicaps de 25,8 em diante, na modalidade stableford, que teve o pódio formado por Marcelo Rubino, do Guarujá, campeão com 63 pontos, seguido por, Gustavo de Oliveira, do São Fernando, com 55, e por Carlos Xavier, do Santos São Vicente, com 52,

Feminino

Entre as mulheres, Maria Aparecida da Silveira, de Bauru, conquistou seu segundo título do ano ao vencer com 172 (88-84) tacadas. Entre as de handicap índex de 16,1 a 32,9, Mi Ja Kim, do Clube de Golfe de Campinas foi campeão gross com 184 (93-91) tacadas, enquanto os melhores net foram de Cibele Rudge, do Guarujá, campeã com 147 (75-72) e de Denise Perisse, do Aguativa, do Paraná, com 156 (77-79.

Na categoria feminina para handicaps índex de 25,8 em diante, no sistema stableford. Adriana Dutra, do São Fernando, venceu com 25 pontos, seguida por Carla Titinger, do Guarujá, com 17.

Compartilhar
0 comentário

Posts relacionados

Deixe um comentário